fbpx

Escola Nova


Instituição executora: Fundación Escuela Nueva

País: Colombia

Fonte: WISE

Período de execução: 1976 - en curso

Plataforma de Prácticas Efectivas:
Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/orgsummaedu/public_html/wp-content/themes/summa/single-mapa.php on line 348

Desafios

Transformar a experiência pedagógica na aula e repensar a forma de aprendizagem.

Solução

Um modelo de escola integral, que promove uma aprendizagem ativa, cooperativa e centrada no estudante.

Resultados

As crianças têm maior probabilidade de participar de uma organização social e aumentam sua capacidade propositiva com relação à política e à vida em sociedade. Respeitam mais a opinião dos outros e são mais propensos a discutir para chegar em um consenso.

O modelo Escola Nova Ativa é uma metodologia direcionada a crianças em situação de vulnerabilidade, e que busca reverter a lógica do modelo educacional convencional centrado no docente, para centrar-se no estudante. Fala-se então de um novo paradigma pedagógico baseado na aprendizagem cooperativa, personalizada, participativa e construtivista.

O programa começou no ano de 1976 em zonas rurais, estendendo-se no ano de 1987 para as áreas urbanas, graças ao apoio da Fundação Interamericana FIA. Hoje, entre seus patrocinadores encontra-se a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).
Sua lógica de trabalho busca se conectar com escolas primárias para assessorá-las na implementação do modelo Escola Nova Ativa. Por isso, a Fundação Escola Nova desempenha um papel de suporte e assistência técnica.

Como sistema, o programa fornece uma intervenção integral, que inclui um currículo padronizado, técnicas de gestão, envolvimento comunitário e formação de docentes. Através de todos estes componentes, se aplicam princípios, critérios e conceito teóricos de planejamento da educação, seguindo um fio condutor que leva em conta a realidade da escola na qual o programa é implementado.

O método pedagógico usa guias de aprendizagem para o aluno com características interativas que induzem à aprendizagem cooperativa e ao uso de meios de apoio (cantos de aprendizagem, instrumentos de aula, biblioteca-aula, entre outros). O processo de implementação abrange tanto a promoção de práticas como oficinas de formação de docentes em diferentes temas (iniciação na Escola Nova, transformação da aula, guias de aprendizagem, leitura e escrita, entre outros), acompanhamento e seguimento (visitas na sala de aula e microcentros com docentes), dotação e uso de materiais de aprendizagem e coleta de informações para o monitoramento e avaliação do processo.

A Fundação Escola Nova está também fortemente comprometida na formação de uma rede de colaboradores para promover uma comunidade de aprendizagem. Para isso, organizam “Congressos Internacionais de Escolas Novas”, com o objetivo de conectar os parceiros para gerar interações e intercâmbios, sistematizar experiências e boas práticas, criar publicações e promover eventos acadêmicos.

Embora a Colômbia tenha conseguido melhorar vários de seus indicadores sociais e econômicos nestes últimos 20 anos, o sistema educacional ainda conta com importantes lacunas nas zonas rurais e urbanas. De 100 estudantes que ingressam na escola nas zonas urbanas, 82% concluem a educação, enquanto que nas zonas rurais, somente 48% concluem (UNICEF, 2012). Por outro lado, as taxas de participação líquida no nível primário e secundário tendem a baixar desde o ano 2011 (menos 4 e 2% respectivamente) com lacunas significativas entre as zonas rurais e urbanas. Por isso, desde os anos 2000, o Ministério da Educação Colombiano iniciou o Programa de Educação Rural (PER) para incrementar a qualidade educacional nestas zonas e melhorar a retenção das crianças no sistema formal. Uma nova tecnologia baseada no construtivismo e centrada no aluno é promovida (PER, 2013).

A avaliação do programa é feita de maneira contínua e por meio de um processo de monitoramento que inclui questionários aos beneficiários. Uma vez que os dados forem coletados, os resultados são comparados com a experiência de escolas convencionais do país.

A análise tem demonstrado um impacto notável nas famílias onde vivem os alunos, aumentando a percepção dos pais em relação as estratégias de criação e a maneira de como as crianças participam das atividades em casa. Destaca-se também o impacto do programa sobre comportamentos individuais das crianças, pois eles têm maior probabilidade de participar de uma organização social e maior capacidade propositiva em relação à política. Por sua vez, respeitam mais a opinião das mulheres e são mais propensos a discutir para chegar em um consenso.

Enlace: http://escuelanueva.org/portal1/es/

Resumo: Ver informe

Documentos adicionais:

Tags:

Otros usuarios han visto

Vistas recientes