fbpx

COMO FOI CONSTRUÍDO?

O Mapa de Inovações Educacionais do SUMMA tem como critério fundamental destacar inovações que mostrem evidência sólida na obtenção de seus objetivos e seu impacto. Na criação do mapa temos identificado instituições líderes em destacar e premiar inovações educacionais. Instituições como WISE, o Center For Education Innovation (CEI), o Education Endowment Foundation (EEF), Fundación Telefónica, o Center for Educational Research and Innovation (CERI-OCDE),  a Global Education Innovation Initiative da Universidade de Harvard e Innovations for Poverty Action (IPA), nos têm permitido generosamente integrar parte de seu trabalho para poder nutrir este novo mapa global de inovações educacionais e com isso potencializar seu alcance na região. Todas essas informações serão colocadas à disposição no mapa em uma primeira etapa no idioma espanhol e logo em seguida em português e inglês.

 

O que o mapa contém?

O mapa permite visualizar, em sua primeira fase de desenvolvimento, um conjunto de 50 inovações educacionais existentes ao redor do mundo. Cada uma das quais está classificada de acordo com categorias diferentes que ajudam a sua organização e busca por parte dos usuários. Existem 4 critérios básicos de classificação:

  1. Tipo de evidência: Identifica o tipo de avaliação a que foram submetidas as iniciativas. Existem três grupos de avaliações: 1) avaliações de impacto que usam desenhos experimentais ou quase experimentais; 2) avaliações de resultados sem presença do grupo de controle e 3) avaliações qualitativas ou de processo que carecem de informações quantitativas que meçam o impacto gerado.

As avaliações experimentais ou quase experimentais correspondem a uma concepção de avaliação de impacto que busca medir e quantificar um efeito casual que tem uma ou mais variáveis sobre uma situação desejada. São realizadas mediante a identificação de dois grupos de análises (geralmente compostos por professores, alunos ou escolas): um primeiro grupo de intervenção, no qual é submetido a um programa de tratamento específico, e um segundo grupo de controle, que não é submetido ao programa e possui características semelhantes ao grupo de intervenção. Este último serve como referência e comparação com respeito ao efeito da intervenção. Por sua vez, as avaliações de resultados têm sido identificadas como aquelas avaliações que não contam com um grupo de controle ou comparação que permita identificar o efeito específico de programa ou intervenção.

  1. Nível educacional: Classifica as inovações de acordo com o nível do ciclo escolar em que são implementadas. Vão desde as intervenções na primeira infância até programas que trabalham no segundo ciclo do ensino secundário.

Seguindo a Classificação Internacional Normalizada da Educação (CINE) elaborada pela UNESCO, temos definido que o Mapa de Inovações Educacionais do SUMMA selecionará casos de inovação dos níveis CINE 0, 1, 2 e 3, isto é, desde a educação da primeira infância até a educação secundária alta.

  1. Nível de ação:classifica a inovação desde a perspectiva do tipo de ator prioritário com ele que se busca trabalhar de maneira direta, isto é, pode ser uma intervenção a nível de escola onde se desenvolve um novo modelo de gestão, a nível de formação docente ou onde o grupo direto de ação são os estudantes.

 

  1. Nível de formalidade:Identifica as inovações de acordo se são formais ou informais, isto é, se são realizadas nos mesmos centros educacionais ou se são executados à margem das escolas, porém seguindo o currículo que estabelece a institucionalidade de cada país.

A UNESCO entende por educação formal “a educação institucionalizada e intencionada, organizada por entidades públicas e organismos privados credenciados que, como um todo, constituem o sistema educacional do país.” Por outro lado, a educação não formal, “tal como a educação formal (porém contrariamente à aprendizagem informal, imprevista ou aleatória), é a educação institucionalizada, intencionada e organizada por um provedor de educação’’. Entretanto,‘’a característica que define a educação não formal é que ela representa uma alternativa ou complemento à educação formal das pessoas dentro do processo de aprendizagem ao longo da vida…a educação não formal pode ser de curta duração e/ou de baixa intensidade e apresenta-se habitualmente sob a forma de cursos, seminários ou oficinas.’’ (Unesco, 2013).